Sofia-logo-v7.png

Os becos têm sempre uma saída. E à saída, o abraço da vida.

Houve um tempo em que tivemos de fazer a mais dolorosa das escolhas: Ou permanecíamos dentro da barriga da nossa mãe, onde o espaço já não abundava, ou atravessávamos um buraco minúsculo onde, por entre vozes apressadas e alguns gritos, reconhecíamos uma que nos parecia familiar e protetora.





Passar aquele buraco significava conhecer a cara, os braços, o olhar que completavam uma sensação tão boa que já conhecíamos de cor. A decisão metia medo, mas tínhamos um estímulo muito forte. Depois foi a natureza a ajudar, e com a ajuda daquela voz, atravessámos o medo e fomos recebidos com um abraço carinhoso.

Assim viemos ao mundo: Tomando uma decisão e contando com o fluxo da vida que nos ajudou a sair de um lugar onde sabíamos ter deixado de pertencer. E assim continuámos a caminhar, fazendo escolhas em momentos chave, tantas vezes sem sabermos se eram boas. Mas a verdade, é que mesmos as que pareceram erradas, levaram muitas vezes a lugares surpreendentemente certos.

Aprendi que o segredo para não nos deixarmos afundar por becos que achamos serem sem saída, é avaliaremos as nossas opções. Tê-las bem claras. Se eu não for por ali, onde fico? Como? Qual o caminho que tenho em aberto? Como me sinto ao imaginá-lo?

A coragem está-lhe no sangue. Por isso está aqui, a viver o melhor que consegue a sua vida. Lutando com as armas que tem. E celebrando, com quem mais deseja.

Por isso, acredite no fluxo da vida. Faça as suas escolhas. Veja-se de longe e ao longe. Acha mesmo que não consegue?

Uma Leitura da Aura pode ajudar a situar-se; O Coaching Pessoal a acompanhá-lo e a acompanhá-la na viagem. E o Reiki a dar-lhe a força que precisa para não baixar os braços.

Desta forma ou de outra que sentir, acredite que está em si a semente que pode mudar a sua vida. Regue-a e aguarde o melhor momento para florir. Porque na hora certa, será seu o abraço merecido.