Sofia-logo-v7.png

O que nos faz gostar de alguém? Qual o sinal que nos liga ao outro como um íman?


Ao desafio que lancei no Facebook, as respostas foram maioritariamente o sorriso, o olhar, a empatia. Há sempre um detalhe que nos faz querer prolongar uma conversa ou partir de imediato. E esse detalhe vai produzir uma sensação em nós.



Acontece também haver sentimentos contrários. Gosto desta pessoa, mas sinto-me mal ao pé dela. Ou inexplicavelmente, ela faz-me sentir insegura, com medo, triste e nem sequer me bateu ou gritou comigo.

A energia de uma pessoa é complexa, porque não mente. E nós precisamos de referências para a reconhecer e é a partir delas que nos empenhamos ou desistimos.

Ler a energia de uma pessoa é ler-nos também através dela. Encontramos um lugar neutro onde a "radiografamos", retirando-nos de cena. As imagens metafóricas que surgem vão-nos produzir necessariamente empatia. Então ligamo-nos aos outros por laços mais profundos porque incluem o respeito e a auto aceitação.

Imagine aquela pessoa que sempre o/a fragiliza. A sua opinião sobre ela é definida pela forma como ela o/a faz sentir. E nesse sentido, pode correr o risco de tirar conclusões que em nada contribuem para a sua autoestima.

Ler a energia é entender através de imagens a razão dos comportamentos do outro. E talvez tenha uma surpresa que vai mudar a forma como se vê a si mesmo/mesma na relação, ao mesmo tempo que pode mudar a interação que com ele tinha. Como? Limpando energia e mudando o seu comportamento que acontecerá naturalmente, porque terá um ponto de partida totalmente novo.

O mundo pula e avança nas interações que criamos. Crescemos assim, com genuína empatia e respeito. Todos juntos por uma vida mais feliz e em paz.