top of page
Sofia-logo-v7.png

Equilibrar a energia pode evitar a depressão

Atualizado: 25 de jul. de 2023

Esta história da morte terrível do Luís Aleluia, lembrou-me um caso há alguns anos de uma rapariga que conheci que tentou pôr fim à vida, mas acabou por ser salva.



Esteve internada uns tempos e depois ficou à espera de vaga para acompanhamento psicológico, prevista para daí a seis meses. Até lá, seria apenas seguida por um psiquiatra que a enchia de comprimidos bem pesados.

Diante deste cenário, ofereci-lhe a minha ajuda, cuidando da sua energia. Céptica, mas desesperada, aceitou.

Ao fim de pouco tempo, começou a fazer desporto. Aos poucos, foi-se libertando. E quando conseguiu vaga na psicóloga, já estava, pelo menos, fora de perigo, sem comprimidos e mais tranquila. Não sei se prosseguiu por essa via. Afinal, havia questões a trabalhar. Acredito que o tenha feito. Tenho sabido dela, aqui e ali, e sei que está bem.

A verdade é que desde então, tenho tido bastantes casos, em sala, de tristezas profundas, silenciadas por vergonha ou medo. E por serem caladas, aumentam e isolam quem as nega ou atordoa, apenas com conprimidos. Há casos em que é possível evitar danos maiores, atuando a tempo. Trabalho muito com psicólogos neste sentido. Desbloquear comigo para trabalhar os temas já conscientes com o psicólogo, encurtando processos, com uma boa margem de sucesso. Às vezes, tudo o que é preciso é começar por um lugar diferente, sem grandes rótulos, sem julgamentos nem diagnósticos. Apenas para poisar as armas e recuperar a força, o entusiasmo, a confiança. Seja ele qual for, o que fizer sentido para cada um. Estender a mão, a quem o seu coração escolher. Primeiro, confiando na outra pessoa, depois em si mesma.

Da minha parte, gostava tanto tanto de ter podido ajudar, Luís Aleluia! Conheci-o na minha aventura das Marchas, uma vez que ele foi padrinho da Marcha do Bairro Alto, que faz parte da Junta de Freguesia onde dou aulas de Meditação e Relaxamento a Seniores.

Caramba, estou mesmo impressionada! Muita força para a família!


Imagem de lauwahyuen por Pixabay

Comentarios


bottom of page