Sofia-logo-v7.png

Balanço de 16 anos como terapeuta.

Completo esta semana 16 anos de trabalho exclusivo como terapeuta energética, assumidamente e sem qualquer arrogância, fora do padrão habitual..



São sempre muitos os desafios de quem se lança, por uma profunda paixão, em áreas tão polémicas como a minha, ainda para mais fora da caixa de todas as caixas. Sobretudo há 16 anos!

A coisa que mais me apaixona no meu trabalho como terapeuta é a diversidade de pessoas maravilhosas que tenho conhecido, em todas as suas dimensões. Desde diretores de grandes empresas, de recursos humanos, funcionários de organismos públicos, surfistas, desportistas, artistas, músicos, atores, jornalistas, polícias e até uma prostituta. Online, já percorri todos os continentes, acompanhando portugueses e brasileiros , com as questões próprias de quem vive fora do seu país.

Foram centenas ao longo dos anos e guardo cada um no coração que honra e respeita quem um dia me confiou o seu.

Trabalhámos a energia, a confiança, a cura de períodos mais duros. Todos eles sabem que não os largo enquanto me deixarem e até os sentir de novo com um sorriso confiante. Vi tantas vidas a mudar, tanta atitude nova a nascer! Hoje sou tão diferente graças a todos eles, no bocadinho que me acrescentaram, me levaram a escrever e a digerir tantas aprendizagens valiosas.

Muita coisa tem mudado nos últimos tempos. A energia está diferente e eu estou a aprender a lidar com ela, a reconhecê-la, a integrá-la e a partlhá-la com os meus clientes

Eu, Sofia, trabalho com energia. Hoje, com o curso de Leitura Energética, com consultas de equilíbrio energético e desenvolvimento pessoal e Leituras da Aura.

Tudo o que faço, estudo, leio, experimento e sinto servem apenas um propósito; ajudar as pessoas a sentirem-se valiosas, a viverem em equilíbrio e, a partir daí, construírem a vida que as realiza. O mesmo processo que faço, em primeiro lugar, comigo.

Agradeço a todos os meus clientes ao longo dos anos, e àqueles que ainda vou ter, a vossa confiança. Possa continuar por muitos mais a merecer a vossa escolha, honrando sempre o lema que os meus alunos conhecem tão bem: ninguém deve sair da minha sala pior do que entrou. No mínimo, com um sorriso. Seja ele de alívio ou de esperança.

16 anos depois, eis o meu balanço de caminho de vida.